Endoscopic Sinus and Skull Base Surgery Course - 8ª Edição

Candidatura On-Line

Folheto

Coordenação
Prof. Doutor Pedro Alberto Escada
Professor Doutor João Goyri O´Neill
Dr. Deodato Silva
Dr. Gonçalo Neto de Almeida
Dr. João C. Pimentel

Organização
Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz, CHLO
Departamento de Anatomia da NMS|FCM

Apresentação

Nas três primeiras edições do curso deu-se ênfase particular à segurança e à prevenção das complicações e das suas consequências médico-legais.

Nas edições anteriores procurou valorizar-se a adquisição de competên-cias nas técnicas mais básicas e nas técnicas mais avançadas da cirurgia endoscópica nasal, sinusal e da base do crânio. Estas edições ganharam ainda com a inclusão, no programa, de um dia completo dedicado à observação de cirurgias ao vivo e em direto.

Assim o primeiro dia será integralmente dedicado às apresentações teóricas (15 apresentações, das quais se destaca a apresentação premiada no Congresso Anual da Sociedade Portuguesa de Otorrinola-ringologia de 2013, sobre a importância das checklists no planeamento cirúrgico. O segundo dia será dedicado à observação de cirurgias básicas e avançadas em direto. O terceiro dia será dedicado à execução das várias técnicas endoscópicas nasais e da base do crânio, em modelo de cadáver. A qualidade do material cadavérico, que utiliza uma técnica de embalsamamento desenvolvida na Anatomia da NOVA Medical School|Faculdade de Ciências Médicas, supera muito a de todos os ou-tros cursos que os médicos portugueses tiveram ou têm a oportunidade de frequentar na Europa ou fora da Europa.

O Curso possibilitará que os participantes sejam capazes de conhecer, descrever e executar com eficácia e segurança os diferentes passos das técnicas de abordagem endoscópica naso-sinusal. O curso permitirá ainda a discussão e a execução, pelos participantes, de diversas técnicas cirúrgicas avançadas, tais como a dacriocistorinostomia, a descompres-são endoscópica da órbita ou do nervo ótico, o tratamento de fístulas de líquido cefalo-raquidiano, a abordagem da fossa pterigopalatina, a abordagem transpterigoideia ao recesso lateral do seio esfenoidal, à sela turca e outras abordagens à base do crânio e às áreas neurocirúrgicas.

O curso tem como objetivo a facilitação da aprendizagem efetiva das técnicas cirúrgicas mais atuais e o desenvolvimento de competências cirúrgicas, pois permitirá a execução de todas estas técnicas por todos os participantes, que disporão de instrumental cirúrgico adequado e monitores com experiência, que os acompanharão permanentemente durante o ensino tutorial.

O curso é dirigido aos médicos internos ou especialistas de otorrinolarin-gologia que pretendam desenvolver competências nas técnicas nasais endoscópicas, mas também é útil para médicos de otorrinolaringologia ou neurocirurgia que pretendam desenvolver uma colaboração multidis-ciplinar no tratamento endoscópico das doenças localizadas na base do crânio ou nas áreas neurocirúrgicas. Como se sabe, é considerado atualmente como boa prática que as cirurgias endoscópicas da base do crânio ou para acesso a áreas neurocirúrgicas sejam realizadas em conjunto por médicos de otorrinolaringologia e neurocirurgia, e não por qualquer médico destas especialidades isoladamente.

O curso tem o patrocínio científico de:
1) Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial;
2) Sociedade Anatómica Portuguesa;
3) Direção do Colégio da Especialidade de Otorrinolaringologia da Ordem dos Médicos.

Corpo Docente
Prof. Doutor Pedro Alberto Escada: Diretor do Serviço de Otorrinolaringolo-gia do Hospital de Egas Moniz
Dr. Deodato Silva: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz
Dr. Gonçalo Neto D’Almeida: Assistente Hospitalar de Neurocirurgia do Hospital de Egas Moniz
Dr. Luís Roque Reis: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz
Dr. Pedro Cavilhas: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz
Dr. João Pimentel: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz
Dr. Vítor Oliveira: Médico Interno de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz

Docente convidada
Dra. Joana Ruivo: Assistente Hospitalar de Neurorradiologia da Fundação Champalimaud

Monitores Séniores
Prof. Doutor Pedro Alberto Escada: Diretor do Serviço de Otorrinolaringolo-gia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. Gonçalo Neto D’Almeida: Assistente Hospitalar de Neurocirurgia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. Paulo Moreira Gonçalves: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de S. Sebastião - Sta. Maria da Feira
Dr. Vítor Semedo de Sousa: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de S. José - Lisboa
Dr. Ilídio Martins Gama: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de S. José - Lisboa
Dr. Jorge Domingues: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Profª Doutora Assunção O’Neill: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringo-logia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. João Clode: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dra. Clara Capucho: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. Luís Roque Reis: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dra. Fátima Cruz: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. João Vieira de Almeida: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. Pedro Henriques: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. Pedro Machado Sousa: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dra. Sílvia Pereira: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. Pedro Cavilhas: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. João Pimentel: Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa

Monitores Juniores
Dr. Vítor Oliveira: Médico Interno de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. Ricardo Santos: Médico Interno de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. Paulo Vale: Médico Interno de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. Rui Cabral: Médico Interno de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dr. Nélson Gilberto: Médico Interno de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa
Dra. Ana Rita Lameiras: Médica Interna de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz - Lisboa

Objectivos

  • Promover o conhecimento da anatomia cirúrgica das fossas nasais, base do crânio, órbita e cavidade craniana com implicações relevantes para a execução das técnicas cirúrgicas endoscópicas.
  • Familiarizar os participantes com os instrumentos e equipamentos utilizados na cirurgia endoscópica.
  • Permitir a observação das técnicas cirúrgicas mais exemplificativas da cirurgia endoscópica nasal e da base do crânio durante a realização de intervenções cirúrgicas em ao vivo e em direto.
  • Permitir a execução prática, no cadáver e num ambiente de ensino tutorial, das técnicas cirúrgicas básicas e mais avançadas, que usam endoscópios e são dirigidas ao nariz, seios perinasais, órbita, via lacrimal, base do crânio e áreas intracranianas.
  • Acelerar a curva de aprendizagem cirúrgica.
  • Promover a translação, para a atividade cirúrgica e para os serviços dos participantes, de uma cirurgia com eficácia e sem complicações.

Destinatários

Médicos internos ou especialistas de Otorrinolaringologia ou Neurocirurgia, de Portugal ou do estrangeiro.

Programa

Duração de 3 dias, de quinta a sábado, totalizando 40 horas de atividade letiva: 10 horas de apresentações teóricas com discussão, 10 horas de ensino tutorial com cirurgia ao vivo, 10 horas de ensino tutorial em cadáver e 10 horas de trabalho autónomo.

  • 14 dezembro 2017: Apresentação de 15 comunicações teóricas no Auditório do Hospital de Egas Moniz (das 8:30 às 18:00)
  • 15 dezembro 2017: Realização de intervenções cirúrgicas transmitidas em direto para o Auditório do Hospital de Egas Moniz. Durante as cirurgias, os participantes poderão questionar as equipas cirúrgicas colocando todas as dúvidas que tenham sobre os vários passos das cirurgias realizadas (das 8:30 às 19:30)
  • 16 dezembro 2017: Prática cirúrgica em cadáver no Teatro Anatómico da Anatomia da NMS|FCM (das 8:30 às 18:30)

Metodologia de Avaliação

No final de cada um dos dias destinados às sessões teóricas será entregue, a cada um dos participantes, um questionário destinado a determinar se foram alcançados os objetivos de aprendizagem pretendidos nas sessões realizadas. Durante a dissecção em cadáver, a avaliação basear-se-á na observação direta da dissecção, utilizando uma checklist que enumera os passos que devem ser realizados.

Informações Gerais

Duração | 25 horas presenciais
Workload | 40 horas
ECTS | 2
Datas de Realização | De 14 a 16 de dezembro de 2017

Data-Limite de Candidatura | 01 de novembro de 2017

Horário | Dia 1 (Hospital de Egas Moniz): 8h30 às 18h; Dia 2 (Hospital de Egas Moniz): 8h30 às 19h30; e Dia 3 (Teatro Anatómico da NMS | FCM): das 8h30 às 19h30.

Critérios de Selecção | Os participantes, no ato da candidatura ao curso, devem indicar a licenciatura que têm e o ano do internato da especiali-dade que frequentam, no caso de serem médicos internos. Os coorde-nadores do curso avaliarão essas informações antes de validarem a inscrição.

Numerus Clausus | O curso funcionará com um mínimo de 10 e um máximo de 20 Alunos.

Apoios Principais
- Teprel (Storz)
- Medtronic Portugal, Lda.
- GlaxoSmithKline, Lda.

Informações e Candidaturas
Divisão Académica - Secção de Pós-Graduação
Campo Mártires da Pátria, 130 | 1169-056 Lisboa
Tel.: 21 880 30 66 | Fax: 21 880 30 68
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.   | www.fcm.unl.pt

“Este curso tem um carácter transversal no âmbito do conhecimento no domínio das ciências da saúde e da vida, não habilitando à prática de qualquer atividade médica por parte de quem não esteja inscrito na Ordem dos Médicos.”