CATARINA HOMEM

RECEBE 1,7 MILHÕES DE EUROS DO CONSELHO EUROPEU DE INVESTIGAÇÃO

Figura 1 Catarina Homem

Catarina Homem, investigadora principal do CEDOC - Centro de Estudos de Doenças Crónicas da NOVA Medical School, foi premiada com uma ERC Starting Grant do Concelho Europeu de Investigação (European Research Council - ERC) no valor de 1,7 milhões de euros. A cientista recebeu este financiamento por um projeto sobre a regulação de células estaminais neuronais.

Em particular, Catarina Homem estuda de que forma o metabolismo energético e a nutrição determina o destino das células estaminais e o tipo de células maturas que irão gerar. Tal como “Eu sou eu e a minha circunstância” (Ortega y Gasset) também, numa perspetiva microscópica, as células não dependem apenas dos seus genes mas também do ambiente em que vivem. Neste contexto, quando falamos de ambiente referimo-nos ao metabolismo e ao seu papel ativo na regulação do destino das células estaminais. Nomeadamente, o tipo metabolismo energético em termos dos nutrientes (tais como açúcar, lípidos e proteínas) vai determinar se as células estaminais se continuam a dividir ou se por outro lado, quando o órgão já está formado, se adaptam alterando o seu destino, parando de se dividir e diferenciando-se em células especializadas.
O financiamento da investigadora Catarina Homem irá apoiar a sua investigação durante 5 anos, concedendo-lhe um total de 1.7 milhões de euros. Após a notícia da atribuição do ERC Starting Grant Catarina Homem afirmou que “Ter recebido este prémio tão competitivo é um reconhecimento da minha carreira e da nossa visão científica. Este financiamento vai permitir expandir a minha equipa, comprar equipamento de vanguarda, para além de que nos vai permitir testar as nossas hipóteses e seguir todos os resultados sem restrições.”