Investigadores do CEDOC-NMS destacam-se entre os 2% dos autores mais citados nas suas áreas

Investigadores_Slideshow_NMS.jpg 
Da esquerda para a direita: Miguel Seabra, Pedro Póvoa, Winchil Vaz e João Conde 

Os investigadores do CEDOC-NMS Miguel Seabra, investigador principal do grupo de Mecanismos Moleculares da Doença, Pedro Póvoa, membro do grupo de Mecanismos Fisiopatológicos Integrados e Winchil Vaz, membro do grupo Lisossomas em Patologias Humanas Crónicas & Infeção, integram o grupo dos cientistas mais citados em diferentes disciplinas, ficando entre o top 2% nas suas respetivas áreas. João Conde, do grupo de Nanomedicina em Canrco, atualmente a trabalhar no CEDOC, integra também este grupo. 

Esta lista faz parte de um estudo, conduzido pela Universidade de Stanford, e publicado em Outubro de 2020 pela revista PLOS Biology, no artigo intitulado “Updated science-wide author databases of standardized citation indicators”. O estudo compreendeu a análise de métricas padronizadas de citações a partir de dados entre meados dos anos 90 e 2019, tendo sido utilizado a base de dados online de artigos e citações em diversos tipos de publicações científicas, Scopus. 

No âmbito do estudo, foram produzidas duas listas: a primeira avaliou o impacto ao longo da carreira dos investigadores e a segunda mediu o impacto num único ano (2019). Esta análise permite a avaliação da influência de um cientista ou de uma instituição no progresso do conhecimento científico. Neste estudo, foi identificado um universo de 160.000 investigadores de 149 países em 22 áreas científicas diferentes. 

A Universidade NOVA de Lisboa ocupa a terceira posição entre as instituições nacionais de ensino superior e investigação científica avaliadas, apresentando 32 investigadores entre os 2% mais citados nas suas respetivas áreas, o que corresponde a 8,3% do total de cientistas nacionais (385) listados. Saiba mais sobre os investigadores da NOVA distinguidos aqui

Conheça as métricas e o desempenho dos cientistas da NOVA Medical School aqui: Miguel Seabra, Pedro Póvoa, Winchil Vaz e João Conde.