"Perceber como é que o cérebro se forma é uma das melhores formas de entender as suas capacidades"

Patrícia Grácio, investigadora na NOVA Medical School, fala ao jornal Observador sobre o seu trabalho na diferenciação dos neurónios.

A estudante de doutoramento, do laboratório Regulação da Proliferação e Destino das Ccélulas Estaminais, é orientada por Catarina Homem e descreveu ao jornal o projeto que lhe valeu uma das sete bolsas da Fundação "la Caixa" atribuídas em Portugal. 

"O objetivo do projeto é identificar os genes que regulam a identidade das células estaminais neuronais ao longo do tempo. Depois de identificar estes novos genes reguladores de identidade temporal, poderei estudar os seus padrões de expressão ao longo do desenvolvimento – onde e quando são expressos no cérebro – e a forma como influenciam o tipo de neurónios formados em momentos específicos" disse Patrícia em conversa com a jornalista Sofia Teixeira.

Podem ler o artigo completo no site do Observador.

20220203-goncalo-villaverde-050

 

 

Fotos de Gonçalo Villaverde